Quais as diferenças entre melasma e melanoma?

17 de dezembro de 2019 por Equipe CON0
quais-as-diferencas-entre-melasma-e-melanoma.png?time=1586213724

Alguns sinais podem ser enviados pela pele. Fique atento(a)!

Algumas preocupações costumam aparecer em determinadas épocas do ano, e o verão é uma estação em que muitas pessoas se preocupam com a pele

Pensando nisso, preparamos um conteúdo que irá te auxiliar na diferenciação entre melasma e melanoma. Continue lendo para saber mais. 

 

Você sabe a diferença entre melasma e melanoma?

A frase “qualquer semelhança é mera coincidência” pode ser aplicada na relação entre melasma e melanoma, visto que possuem características bem parecidas.

Ambas as patologias podem surgir devido aos mesmos fatores: exposição excessiva ao sol e ao calor, agentes químicos, influência genética.

Porém, o melanoma acomete o organismo na forma que conhecemos como câncer de pele, uma espécie de mutação genética que acarreta em acúmulo de células cancerígenas do tecido, sendo que também podem circular pela corrente sanguínea e se acumular em diversas partes do corpo.

Deve-se ficar atento(a) à assimetria das manchas, suas bordas e alterações de cores, além de observar a expansão e o tamanho. 

Já no caso do melasma, visto que a melanina é atingida, algumas manchas se formam, sendo mais comuns nas seguintes regiões: rosto, colo, pescoço e antebraços. 

Tais manchas possuem limites bem marcados, com formato irregular e tons de castanho-escuro e marrom-acinzentado. Além disso, existem diferentes tipos:

  • Epidérmico (quando atinge a camada superficial da pele);
  • Dérmico (quando atinge a camada intermediária da pele, que é composta por terminações nervosas, glândulas e vasos sanguíneos);
  • Misto (quando afeta ambas: derme e epiderme).

 

Elas são inofensivas, mas com o poder de reduzir a autoestima e a qualidade de vida das pessoas afetadas.

Para garantir tratamentos adequados, bem como um melanoma “disfarçado”, consultas regulares a um dermatologista se fazem necessárias. 

Para ambos os casos existem diversos tipos de tratamentos, que poderão ser indicados de acordo com o diagnóstico médico.

 

Proteja-se em todas as épocas do ano, afinal, a prevenção é sempre a melhor alternativa!

Equipe CON


Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. * Campos obrigatórios


CON - Oncologia, Hematologia e Centro de Infusão - Todos os direitos reservados Copyright 2019