fbpx

Julho verde: 5 coisas que você precisa saber a respeito

30 de julho de 2020 por Luiza D'Ajuda0
julho-verde-5-coisas-que-voce-precisa-saber-a-respeito.jpg

Conheça as principais informações sobre o câncer de cabeça e pescoço e o novo tratamento do CON: a laserterapia.

Você já ouviu falar em Julho Verde

Trata-se de uma campanha de conscientização do câncer de cabeça e pescoço, realizada anualmente com o objetivo de alertar sobre a prevenção dos tumores nas regiões, além de reforçar a importância da detecção precoce da neoplasia.

Assim como em outros tipos de câncer, as chances de cura são altas quando o paciente recebe o diagnóstico no estágio inicial. A detecção pode ser realizada por meio de avaliação clínica, exames de imagem e biópsia.

Campanhas como o Julho Verde são necessárias por despertarem a atenção para os cuidados com a saúde, que normalmente são deixados de lado por conta de uma intensa rotina ou até mesmo medo de descobrir uma doença.

No entanto, é fundamental manter as idas ao médico em dia e realizar todos os exames solicitados por ele! Muitas doenças podem ser tratadas com sucesso se os cuidados com a saúde estiverem em dia.

Em nosso artigo de hoje, iremos trazer cinco fatos sobre o Julho Verde que você precisa saber. Boa leitura!

#1 – Onde os tumores de cabeça e pescoço estão localizados?

O câncer de cabeça e pescoço diz respeito aos tumores localizados nas seguintes regiões:

  • Cavidade nasal;
  • Cavidade oral;
  • Seios da face;
  • Boca;
  • Laringe;
  • Faringe.

Entre os órgãos que podem ter o desenvolvimento de tumores, podemos destacar a importância da faringe, que possui relevância para os aparelhos digestivos e respiratórios, e a laringe, que possui as cordas vocais e a epiglote.

A maior parte dos casos têm o mesmo início: nas células escamosas que revestem as superfícies úmidas da região, seja dentro da boca, do nariz ou da garganta. 

Além disso, a neoplasia pode ter o seu começo nas glândulas salivares, pois elas possuem diversos tipos de células com potencial para se tornarem cancerígenas.

#2 – Quais são os sinais e sintomas da neoplasia

Alguns sinais que devem despertar a atenção do seu médico para a realização de mais exames são: 

  • Aparecimento de nódulos;
  • Feridas que não cicatrizam;
  • Problemas de audição;
  • Dor na garganta que não melhora;
  • Dificuldade para engolir/falar/respirar;
  • Dor na garganta/pescoço/boca;
  • Alteração/rouquidão na voz.

Porém, vale lembrar que esses sintomas de câncer de cabeça e pescoço também são causados por outras condições clínicas diferentes de neoplasias na região. 

Ou seja, procurar um médico para investigar a origem dos sinais e sintomas é a melhor opção para garantir o restabelecimento da saúde!

#3 – Como prevenir o câncer de cabeça e pescoço?

Assim como acontece em diversos tipos de câncer, o tabagismo é um sério fator de risco para a neoplasia. Por isso, é fundamental parar de fumar o quanto antes! 

Evitar o consumo excessivo de álcool também é uma ação que irá ajudar a diminuir a chance de desenvolvimento de câncer na região.

Além disso, é importante prestar atenção aos outros fatores de risco da doença, como: a infecção pelo vírus HPV, infecções do vírus de Epstein-Bar (EBV), consumo de bebidas e comidas muito quentes, além da exposição excessiva ao sol. 

#4 – Descobri que tenho câncer na região. E agora?

Imaginamos o quanto o momento do diagnóstico é desafiador, mas saiba que estamos aqui para ajudar! 

Em primeiro lugar, acreditamos na possibilidade de cura e que o tratamento humanizado é muito importante para que ocorra o restabelecimento da saúde da forma mais tranquila possível. 

Em relação ao momento da descoberta do diagnóstico, é essencial ler bastante sobre o assunto para que o paciente consiga lidar com a situação da forma mais confiante possível. Por isso, nós recomendamos os seguintes conteúdos:

Além disso, você deve conversar com o seu médico! Aproveite a primeira consulta para tirar todas as dúvidas possíveis sobre a sua nova rotina, como:

  • Posso consultar uma segunda opinião?
  • Devo realizar outros exames antes de iniciar o tratamento?
  • Como devo me preparar para começar o tratamento?
  • Como a minha rotina será afetada?
  • O que fazer em caso de recidiva?
  • Após o fim do tratamento, o que devo fazer?

#5 – Qual é o melhor tratamento?

Depende, pois o médico precisa avaliar alguns itens, como localização, extensão do tumor e características moleculares para definir o melhor protocolo.

Em nossas unidades, a abordagem segue um caminho multidisciplinar e envolve diversos profissionais da saúde, como: cirurgião de cabeça e pescoço, oncologista clínico, radio-oncologista, enfermeiro, nutricionista, psicólogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, estomatologista e outros. 

Para auxiliar o restabelecimento da saúde dos nossos pacientes, trouxemos uma nova possibilidade de tratamento: a laserterapia de baixa intensidade (LTBI) ou baixa potência (reativo).

Por meio da aplicação terapêutica, é possível prevenir e tratar feridas, lesões de tecidos moles e até mesmo o processo inflamatório, uma vez que ela promove o aumento da microcirculação na região e restabelecimento da produção de energia celular.

Saiba mais sobre o tratamento em nosso site: Laserterapia.

 

Repassando o que vimos neste post

  • Julho Verde é uma campanha de conscientização do câncer de cabeça e pescoço, realizada anualmente com o objetivo de alertar sobre a prevenção dos tumores e destacar a importância da detecção precoce;
  • A maior parte dos casos têm o mesmo início: nas células escamosas que revestem as superfícies úmidas da região, seja dentro da boca, do nariz ou da garganta;
  • Alguns sinais e sintomas das neoplasias na região são: aparecimento de nódulos, feridas que não cicatrizam e problemas de audição;
  • Assim como acontece em diversos tipos de câncer, o tabagismo é um sério fator de risco para a neoplasia;
  • Se você descobriu um tumor na região, saiba que acreditamos na possibilidade de cura e que o tratamento humanizado ajuda a restabelecer a saúde da forma mais tranquila possível;
  • Recentemente, trouxemos uma nova possibilidade de tratamento: a laserterapia de baixa intensidade (LTBI) ou baixa potência (reativo).

 

Estamos atendendo e seguindo todas as recomendações para garantir a sua segurança e a de nossos colaboradores! 

 

Você pode agendar a sua consulta e iniciar o restabelecimento da sua saúde com a gente. Basta clicar no banner a seguir:

Luiza D'Ajuda

Luiza D'Ajuda

Relacionamento CON


Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. * Campos obrigatórios


CON - Oncologia, Hematologia e Centro de Infusão - Todos os direitos reservados Copyright 2020