fbpx

Dia Mundial do Combate ao Fumo: apague essa fumaça!

29 de maio de 2020 por Equipe CON0
dia-mundial-do-combate-ao-fumo-apague-essa-fumaca-1.png?time=1593634810

Do cultivo do tabaco ao consumo, o cigarro é um hábito que precisa ser eliminado. Conscientize-se hoje mesmo!

Criado em 31 de maio de 1987, o Dia Mundial do Combate ao Fumo foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com o objetivo de gerar conscientização sobre os impactos do tabagismo à saúde.

Afinal, são cerca de 50 doenças que podem ser causadas pelo cigarro, além de 4.700 substâncias tóxicas inaladas pela pessoa que está fumando. Sem contar que a fumaça também é prejudicial a quem está no mesmo ambiente.

Por isso, todos os anos, diferentes órgãos e hospitais, por exemplo, se mobilizam para realizar campanhas de combate ao tabagismo. A conscientização é a arma mais importante para a prevenção de doenças causadas pelo cigarro! 

Talvez você já tenha fumado algumas vezes e esteja pensando agora: “mas eu não tenho nenhum tipo de vício em cigarro” ou “eu só fumo de vez em quando, não é nada demais”. Ainda assim, é muito importante prestar atenção neste artigo e nas informações que iremos divulgar a seguir. 

Esperamos que este texto conscientize você, que:

  • Fuma todos os dias;
  • Fuma ocasionalmente;
  • Fumou apenas uma vez ao longo da sua vida.

Boa leitura!

Para começar, vamos falar sobre as substâncias do cigarro

Reforçando o que falamos acima, o cigarro possui milhares de substâncias tóxicas que são extremamente prejudiciais à sua saúde, além de afetar quem está próximo da fumaça. 

Vamos citar, a seguir, alguns dos principais componentes e explicar os problemas relacionados ao seu contato com o organismo. Veja: 

  • Nicotina: é a substância mais conhecida, responsável por provocar dependência e causar problemas cardíacos e vasculares. Ela está presente em diversos derivados do tabaco, como charuto e narguilé.
    • Como ela age: a nicotina é capaz de produzir alterações no Sistema Nervoso Central, causando a sensação de prazer e modificando o comportamento humano, assim como ocorre em drogas como a cocaína.
  • Monóxido de carbono (CO): você leu certo! Presente no escapamento dos veículos, o gás é o item mais abundante do cigarro. 
    • Como ele age: o CO impacta na redução do transporte de oxigênio no corpo, uma vez que se liga às hemácias de forma permanente. Também é o responsável pelas dores de cabeça que muitos fumantes sentem após horas de abstinência.
  • Plutônio: esse metal é considerado a substância mais radioativa do cigarro. 
    • Como ele age: possui efeito cumulativo e é comumente associado ao câncer de pulmão, além de prejudicar os rins.

Mencionamos apenas três substâncias entre as milhares que podem trazer algum tipo de prejuízo à sua saúde. Imagine se falássemos sobre todas…

Dia Mundial do Combate ao Fumo: um motivo a mais para você apagar essa fumaça

A data representa mais uma ação de conscientização sobre a importância em largar o cigarro e quaisquer itens que possuam tabaco.

Entendemos que é um desafio realizar uma mudança como essa e que ela exige muita força de vontade, mas acreditamos que você consegue apagar de vez o tabaco da sua vida!

Para continuar a reflexão, vamos falar sobre os impactos gerados pelo fumo em diferentes aspectos. Afinal, o tabagismo não afeta apenas a sua saúde. 

Confira:

A nicotina e você

Quantas vezes você já ouviu falar que fumar dá câncer? Várias, certo?

Avisos nos maços de cigarros e campanhas realizadas sempre alertam para o risco de desenvolver a doença. 

Aliás, parar de fumar é o primeiro item na lista de ações que devem ser realizadas para obter maior qualidade de vida.

Segundo o INCA, no Brasil, mais de 23 mil pessoas morrem por ano por câncer de pulmão, enquanto 26 mil falecem por outros tipos de câncer. Esse é um tipo de estatística que ninguém deseja fazer parte!

Por isso, cuide da sua saúde e não tenha receio de pedir ajuda para abandonar esse hábito tão prejudicial!

Aos outros: tabagismo passivo

Ao fumar, você não prejudica apenas a sua saúde: quem está ao seu redor também sofre com os efeitos do cigarro.

No Brasil, são quase 18 mil mortes por ano causadas pelo tabagismo passivo

A fumaça do cigarro é altamente cancerígena e possui, entre diversos componentes, o alcatrão: trata-se de um composto que leva mais de 40 substâncias diferentes, inclusive radioativas.

Vale lembrar que crianças e bebês possuem um risco ainda maior de desenvolver problemas de saúde decorrentes da fumaça do cigarro. 

Quando pensamos em mulheres grávidas, é importante reforçar que a fumaça pode trazer consequências ao bebê. 

Ou seja, apagar essa fumaça é uma questão de saúde para todos!

E a natureza?

Até mesmo o meio ambiente é prejudicado com o cigarro!

Do cultivo até após o consumo, existem diferentes situações que mostram o quão prejudicial o cigarro pode ser. Segundo o INCA:

  • Ocorre a contaminação do ar quando são aplicados agrotóxicos na plantação de tabaco;
  • A queima de madeira que ocorre para o processo de secagem das folhas libera partículas tóxicas;
  • Ocorre o desmatamento de árvores para esse processo citado no último tópico;
  • O cigarro leva em torno de cinco anos para se decompor. Imagine quantos filtros são atirados em jardins, mares, rios e florestas todos os dias!

Outro ponto que não podemos deixar de abordar é o risco de incêndios! Há casos de pessoas que não apagaram o cigarro ao descartá-lo ou até mesmo que dormiram com ele aceso. 

Além da poluição do ar causada pela fumaça multiplicada, descartar o cigarro aceso também gera um sério risco. É preciso atenção constante e uma atitude preventiva!

Precisamos falar, também, sobre a Covid-19

No momento atual, não podemos deixar de falar sobre a Covid-19.

Com alto índice de contágio, o coronavírus possui uma chance ainda maior de afetar a saúde de quem está nos grupos de risco da doença.

Quando falamos em tabagismo, vale lembrar que o ato de fumar compromete de forma séria os pulmões. E a Covid-19 também pode afetar a capacidade pulmonar.

Ou seja, quem não fuma possui menos riscos de desenvolver a doença de forma severa.

Repassando o que vimos neste post

  • O Dia Mundial do Combate ao Fumo foi instituído pela OMS com o objetivo de gerar conscientização sobre os impactos do tabagismo à saúde;
  • São cerca de 50 doenças e 4.700 substâncias tóxicas inaladas pelo fumante;
  • A nicotina e o monóxido de carbono são algumas dessas substâncias;
  • Fumar não afeta apenas a sua saúde: traz consequência ao organismo de outras pessoas (fumantes passivos) e até à natureza;
  • Apague essa ideia hoje mesmo!

Escolha viver uma vida mais saudável hoje!

Parar de fumar não é a única ação de prevenção do câncer.

Existem diversas atitudes que você pode adotar para levar uma vida mais saudável e prevenir diversas doenças:

  • Adote uma alimentação saudável;
  • Pratique exercícios físicos de forma regular (lembrando que eles devem ser realizados em casa durante este período de quarentena);
  • Evite a exposição prolongada ao sol;
  • E mais!

Acesse o link a seguir para ver o conteúdo completo sobre esse assunto:

Caso você apresente algum sintoma suspeito, já sabe: procure o seu médico ou agende uma consulta com a gente. 

Equipe CON


Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. * Campos obrigatórios


CON - Oncologia, Hematologia e Centro de Infusão - Todos os direitos reservados Copyright 2020